Luciana Genro

Pessoas com Deficiência (PCDS)

As políticas estaduais de inclusão para PCDs, assim como ocorre com a negritude, as mulheres, as LGBTs e os indígenas, são um verdadeiro escândalo.

Para se ter uma ideia, no projeto de lei do orçamento de 2018, enviado à Assembleia Legislativa pelo governo estadual, estavam previstos apenas 50 mil reais para investimentos em políticas para PCDs. Isso corresponde a menos de 0,0001% do orçamento estadual. Esse é o valor que o governo Sartori dá às políticas de inclusão.

Nosso governo trabalhará para aumentar substancialmente o orçamento destinado às políticas de inclusão para PCDs em seus diversos eixos, principalmente na inserção no mercado de trabalho e nas campanhas de conscientização e respeito aos direitos da pessoa com deficiência.

Prioridades e compromissos:

  • Garantir um orçamento digno às políticas para PCDs, condizente com as necessidades da área.
  • Desenvolver políticas de inclusão específicas, em parceria com entidades de apoio, como a Associação dos Cegos do Rio Grande do Sul.
  • Garantir a representatividade de PCDs no âmbito do governo estadual.