| Notícias

Dia 10 de setembro, os vereadores que têm o mínimo de sensibilidade e respeito aos direitos têm o compromisso de ajudar os moradores do bairro Bom Jesus que estão prestes a perder suas casas. Essa é a data prevista para que aproximadamente 60 famílias deixem uma área que ocupam há pelo menos 30 anos.

A reintegração da área, segundo a prefeitura, é parte do negócio com a Construtora Rossi na região. Como contrapartida aos empreendimentos erguidos ali, a empresa teria de construir uma praça. O problema é que, para isso, a prefeitura quer tirar pessoas de suas casas sem qualquer garantia.

As lideranças comunitárias estiveram na Câmara nesta segunda-feira (2) para fazer um apelo ao governo, um apelo desesperado para que não fiquem sem suas residências. Não querem praça, querem casa. Ou melhor, querem assegurado o direito de permanecerem onde estão.

Estendi esse apelo às lideranças do governo para que seja reavaliada essa reintegração, feita de forma arbitrária e desumana. A prefeitura não pode agir como advogada de construtora, esquecendo o papel social que tem.

Moradores estiveram na Câmara para pedir apoio à luta pela permanência na comunidade

Confira vídeo da sessão