| Notícias

A semana fecha com um alento às famílias da Ocupação Babilônia, no bairro Santa Rosa de Lima, na zona norte de Porto Alegre. Ao lado dos moradores, nos reunimos com o Secretário Estadual de Obras e Habitação, José Stédile, para traçar medidas que possam garantir o direito à moradia de aproximadamente 70 famílias que vivem nessa área.

A reintegração de posse foi pedida por um posseiro em 2016, um ano depois de essa comunidade já ter se organizado no local. O próximo dia 20 seria de reintegração, mas, por meio de uma mobilização da deputada estadual Luciana Genro na Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, conseguiu-se suspender, na Justiça, a remoção das famílias.

A intenção de falar com o Estado foi pedir apoio para que sejam cumpridos os trâmites legais de negociação com as famílias e que a proprietária da área, que não é autora da ação de reintegração, seja chamada para conversar com a comunidade.
A suspensão da reintegração se deu muito em razão do prejuízo que a medida causaria às crianças, que estão frequentando escolas da região.

Na quinta-feira (15), estive na Ocupação Babilônia para ouvir os moradores e ajudá-los nessa mobilização importante. Estão aliviados por terem ganhado tempo, mas, principalmente, por já estarem organizados para defender o direito à moradia, sempre tão desrespeitado em Porto Alegre. Vou levar as demandas da Babilônia à Comissão de Urbanismo, Transportes e Habitação (Cuthab) da Câmara Municipal nas próximas semanas.

Reunião com o secretário estadual de Habitação, José Stédile, e moradores da ocupação