| Notícias

O desrespeito com os trabalhadores é tanto que já estão virando rotina nossas visitas à Procuradoria Regional do Trabalho – 4ª Região para denunciar problemas nos órgãos municipais. Dessa vez, é o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) o cenário preocupante.

Chegaram a nós denúncias de que seguem as atividades em casas de bombas que foram  interditadas em razão de sérios riscos à integridade dos trabalhadores. E o problema é tratado, em laudos do próprio Dmae, como urgente. Levamos a documentação ao procurador Gilson Luiz Laydner de Azevedo. Dois dias antes, o Simpa havia feito denúncia semelhante sobre falta de segurança no ambiente de trabalho no Dmae. O material que entregamos será mais um reforço à investigação sobre o que vem ocorrendo nas casas de bombas.

Vamos acompanhar de perto essa situação, porque há vidas em risco e não se pode deixar para atuar somente depois de uma tragédia. Esperamos que, diante dessas graves denúncias, o Dmae agilize as soluções para os problemas estruturais e técnicos que estão colocando seus trabalhadores em um ambiente de trabalho perigoso e insalubre.